Viagens Astrais

O termo viagem astral, também chamado projeção astral ou experiência fora do corpo (EFC), refere-se a um estado em que a pessoa está viajando nos planos sutis. Na verdade, há uma diferença entre as três denominações: "viagem astral" se refere à viagem com o corpo astral nos planos astrais, "projeção astral" se refere ao processo de sair do corpo físico com o corpo astral ("projetar-se"), e EFC é um termo geral que também inclue os estados no corpo etérico.

Aqui vamos falar sobre as viagens astrais. Não tem importância se a pessoa acredita ou não acredita na possibilidade desse fenômeno – o que é importante é que essas experiências são muito fascinantes e nos fazem crescer e amadurecer interiormente. Nas viagens astrais, nos encontramos num corpo perceptível e visível, um corpo mais sutil do que o corpo físico, e nós experienciamos um ambiente desconhecido e real. Às vezes, estamos ainda mais acordados e atentos nesses estados do que na vida cotidiana, e percebemos tudo com mais intensidade. Entramos num mundo maravilhoso e belo. Não somente somos observadores passivos – p. ex. somente olhando prédios impressionantes – mas em vez disso, somos capazes de bater à porta de alguém, entrar na casa e conversar com os habitantes. Nessas viagens, pode acontecer que estamos em lugares exóticos, como se fossem outros países, e até lugares que parecem ser de uma época diferente. E também é possível que encontramos alguns queridos que tinham que partir da vida física antes de nós.

Com a ajuda das viagens astrais, a minha vida interior foi muito enriquecido. Não somente isso, mas eu também aprendi a ver o mundo cotidiano de um outro ponto de vista. Me tornei capaz de perceber os detalhes minúsculos, a beleza e também os significados simbólicos das coisas. Para mim, o mundo se transformou num livro abrangente.

Nas minhas viagens astrais, eu ganhei um tipo de segunda vida – uma vida na qual eu aprendo, cresço interiormente e ganho força e paz. Foi possível para mim aprender a entender melhor as outras pessoas, porque quando você encontra alguém num plano astral, você pode comunicar telepaticamente, e então, você é capaz de entender o caráter e o comportamento do outro. Não é possível esconder as emoções nos planos astrais, e muitas vezes, as razões para as emoções também são perceptíveis. Isso faz com que o mundo do além é um mundo muito honesto.

E há mais: por meio dessas repetidas viagens no plano astral, dos encontros com pessoas falecidas e seres muito avançados, eu também fui capaz de fortalecer a minha crença que existe um mundo do além e uma vida depois da morte. Para mim, a vida ganhou um sentido mais profundo – não é somente para prazer e divertimento, que são de curta duração. Em vez disso, eu comecei a seguir objetivos maiores e foi possível para mim desenvolver em caráter e personalidade.

As pegadas que fazemos durante as nossas vidas são escuras no começo, mas se tornam mais e mais claras

Em muitos aspetos, precisamos de alguma experiência no mundo astral antes que sejamos capazes de entender as circunstâncias e usá-las da melhor forma. Em primeiro lugar, é necessário superar os mecanismos de inhibição em nosso subconsciente. O subconsciente não permita ações e processos que não existem no mundo físico. Isso é um simples mecanismo de controle que impede ilusões e alucinações em nossa vida normal. Esse mecanismo complica ações como voar e habilidades como materialização ou telecinésia no mundo astral.

Se há muitas impressões e ações rápidas durante a viagem astral que transgridem as leis físicas do mundo material, vamos facilmente perder a consciência e cair num estado de sonho – p. ex. quando voamos apressadamente sobre a paisagem para ver tudo, sem checar o corpo astral antes disso e sem a estabilização da nossa consciência no corpo astral. Existem alguns métodos que ajudam a evitar isso: concentrar-se fortemente num objeto para melhorar a visão astral, checar o corpo astral para melhorar a corporalidade, e outros.

Uma pergunta frequentemente feita é se perdemos o tempo de sono e, com isso, o descanso. Isso não é verdade. Ao contrário: na maioria dos casos, a pessoa até se sente mais descansada depois de uma experiência fora do corpo, e o estado psíquico melhora com a viagem astral também.

 

Caraterísticas das viagens astrais:

  • Enquanto estamos perto do corpo físico, o nosso ambiente parece ser uma cópia do ambiente físico – com algumas pequenas diferêncas. Quanto mais nos afastamos do corpo físico, mais o ambiente muda. Isso não acontece lentamente e progressivamente, mas em vez disso, tem uma transição súbita, especialmente em pontos de "limiar" como uma porta, janela ou curva da rua.

  • As nossas emoções e a percepção durante a viagem astral são diferentes do cotidiano. Estamos num estado de consciência alterada – isso quer dizer que, em muitos casos, temos emoções intensas durante uma EFC. O tipo das emoções depende das nossas expectativas e da nossa coragem de explorar novas coisas. Algumas pessoas têm estados eufóricos de felicidade, outras sentem medos e não querem experienciar uma tal viagem nunca mais. O medo experienciado aqui é apenas projetado nos acontecimentos da EFC, mas a verdadeira razão do medo pode ser encontrada no comportamento e na atitude da pessoa.

  • Nos planos astrais, a empatia (perceber as emoções de outras pessoas) e a telepatia são maneiras normais de percepção.

  • Nos planos astrais, é possível encontrar pessoas falecidas, guias extrafísicas, seres que parecem anjos ou demônios, e muito mais. Muitas vezes acontece que encontramos amigos e sentimos uma ligação muito forte com eles, mesmo que não nos lembramos de ter visto essas pessoas na vida cotidiana. Através de um tipo de "aura telepática", podemos sentir que estamos ligados há séculos.

  • As regras da matéria astral (ou melhor: substância astral) são muito diferentes da matéria física. A substância astral pode ser penetrada e se torna (ideo-)plástica pela força da imaginação. Materialisações também são possíveis. Elas são mais fáceis quando nós as "esperamos" (geralmente em lugares onde não podemos vê-las – p. ex. atrás de nos ou depois do canto da rua). Muitas vezes, as materialisações não funcionam se tentamos observar o processo. Isso pode ser explanado facilmente: subconscientemente, as nossas expectativas dependem muito das experiências que temos no mundo físico. Talvez sabemos que a substância astral reage diferentemente da matéria física, mas o nosso subconsciente é tão acostumado com o físico que resiste contra tudo que não cabe com as nossas experiências do mundo físico. Por isso, o subconsciente tem que ser "enganado" com esse tipo de materialisações passivas.

  • É possível ver através de muros e, com um pouco de treinamento, a pessoa até pode ver planos inferiores através do chão. Também é possível fazer "zoom" objetos ou paisagens distantes.

  • A aparência dos seres nos planos astrais é determinado por leis psíquicas, especialmente nos planos inferiores.

 

Capítulos aqui (em construção):

I. Perguntas Frequentes

 

© Alfred Ballabene (Viena) traduzido e complementado por Corra