Formas Humanas nos Sonhos

 

Formas humanas ou antropomórficas:

O ser humano é o primeiro ser com o qual a criança tem contato. Mesmo antes do nascimento, há uma relação entre a criança e a mãe, não apenas física, mas também emocional – por meio de som e toque. O ser humano é o ser mais importante qual a criança encontra, por isso ele é explorado e observado – às vezes com a intenção de o manipular. Cada mudança pequena na expressão facial, no comportamento e na postura corporal é observado com muita atenção. Na simbologia psíquica dos sonhos, tem muitos tipos desses encontros com formas humanas. É quase impossível classificar essa variedade, mas para que nós não perdermos a visão geral, temos que pensar numa classificação simples.

 

  • caráter: é muitas vezes uma expressão duma caraterística "escondida"
  • abandonado, despenteado, esfarrapado: simboliza um aspeto negligenciado
  • tamanho:

→ se o corpo é maior do que normal, isso indica uma importância especial

nanismo das formas humanas no sonho indica falta de desenvolvimento

  • estátuas: conteúdos petrificados, a) perto da conscientalização ou b) conscientalização impedido
  • estatuto:

→ autoridade

"O agente da polícia" (aqui como símbolo de Guardião do Limiar)

"Estou numa casa, subindo muitas escadas e vários andares, esperando que tenha algo impressionante para explorar. Enfim, chego ao último andar e vejo na minha frente uma porta ornamentada e bonita. Ela está um pouquinho aberta e eu posso ver uma sala grande e iluminada. Quero entrar, mas um agente da polícia está bloqueando o caminho e me disse que eu tenho que voltar." (V.)

 

  • idade

→ crianças:

conteúdo no estado de conscientalização

→ idoso/ idosa:

experiência de vida

  • disfarce, máscara:

→ carnaval, baile:

disfarce e as máscaras significam que o conteúdo ainda está ocultado, ainda não tem uma forma específica

→ máscaras como expressão de "quer esconder algo":

quando uma pessoa se esconde atrás duma máscara, isso não é um acontecimento aceitado na sociedade (como o carnaval), mas indica o esforço de esconder algo proibido – por exemplo uma coisa que está em conflito com o moral do sonhador

 

© Alfred Ballabene (Viena) traduzido por Corra