Acima - no Meio - Abaixo

Em comparação com a horizontal, a vertical é menos importante – pois nós não podemos movimentar ou agir na vertical, somente percepção é possível. Nós apenas podemos olhar para cima, para o sol, as estrelas, as nuvens e aves, e nós não podemos ver o que há abaixo de nós no solo.

 

Acima/ no Meio/ Abaixo como Aspetos verticais do nosso Habitat

Essa simbologia não só é uma estrutura espacial, mas também corresponde a qualidades interiores que surgem logicamente da estrutura espacial.

 

Acima é o intangível luminoso e espiritual (sol, lua, estrelas) – a fonte da luz que permite que podemos ver.

No meio é a área visível e a área de ação e movimentação.

Abaixo (terra, solo) é a área que não é accesível (o inconsciente).

 

  • Acima: arejado, sem forma, luminoso, saber, etéreo/ divino, espiritual.
  • No meio: superfície, estruturado, colorido. Isso é a nossa área de ação que é dividida em dois aspetos principais de agir:

→ Área de emoções – simbolizado pelos seres vivos: plantas, animais etc.

→ Área mental – simbolizado pelo construtivo (edifícios, tecnologia)

  • Abaixo: sólido, amorfo, escuro, inconsciente, origem da vida.


 

Acima/ No Meio/ Abaixo – Simbologia do Corpo

 

  • Acima: cabeça, o mental, reconhecimento
  • No Meio: mãos, peito; à esquerda = sentir, à direita = pensar
  • Abaixo: abdómen, os pés, animalesco, libidinoso, instintivo, inconsciente

(desenhado por Vicky, seis anos)

 

Aspetos Religiosos e Autoritários

Uma das primeiras impressões na infância é o encontro com os adultos. A criança pequena olha para os adultos poderosos, especialmente a mãe e o pai. Eles são altos, acima (a criança tem que olhar para cima), eles sabem tudo, podem fazer tudo e decidem tudo. Dessa impressão também surge a imagem religiosa do Deus omnisciente e onipotente quem determina tudo.

 

Tigela – recebendo de acima

Os dois símbolos principais "tigela/ tigela invertida ("barca da morte")" não só aparecem nos sonhos, mas também no cotidiano – em forma de gestos ou objetos que são integrados na linguagem simbólica por causa das suas características.

A tigela é um símbolo de receber – da mesma forma que a tigela recebe o líquido que nós despejamos nela. Aparece nos gestos também – estender as mãos num gesto de receber. Nessa forma é um símbolo comum na religião: recebendo a bênção divina.

 

Tigela invertida ("Barca da morte") – entornar

Quando ver um homem encurvado, sentimos que a força vital dele está esgotada, como uma tigela invertida que entorna o seu conteúdo. O olhar dele volta para a terra. Nos gestos, esse símbolo aparece em forma de tristemente baixar a cabeça.

A designação "barca da morte" (= lua miguante) vem da tigela invertida (entornar) que é associada com o perecer. Como tal, também é o símbolo da morte personificada. A morte traz esse símbolo em forma duma lâmina de gadanha no seu bastão de poder. O chapéu flexível também é o símbolo da tigela invertida.

 

Resumo da simbologia acima/ no meio/ abaixo:

acima

superconsciente

deus

céu

sol

protetor

no meio

consciente

ser humano

superfície

luz do dia

circundante

abaixo

inconsciente/ subconsciente

demônio

dentro do solo

escuro

ameaçador

 

© Alfred Ballabene (Viena) traduzido por Corra